RETRATO DA SEMANA

RETRATO DA SEMANA

COMEÇANDO A LIDA BLOGUEIRA COM:

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

ALEGRETE NÃO "FROUXA" O GARRÃO


E TERÁ DESFILE DE CAVALARIANOS NO DIA 20


Inspetoria esclarece sobre mormo e trânsito animal.

O Desfile Farroupilha da cidade de Alegrete é um dos maiores do Estado. Só comparável ao de Sant'Ana do Livramento, que este ano, em virtude da doença do mormo, achou por bem suspender seu desfile.  

Pois Alegrete, dando um belo exemplo à diversas cidades que rumaram pelo caminho mais prático de suspensão dos festejos na forma do desfile tradicional (cavalarianos), através da sua coordenação dos Festejos Farroupilhas reuniu dia 19, no CTG Aconchego dos Caranchos, CTGs, piquetes,tradicionalistas,veterinários,vereadores para esclarecer e tirar dúvidas sobre a doença que colocou em alerta cavalarianos que vão participar do desfile do dia 20 de setembro.

A coordenadora da 4ª. Região Tradicionalista, Ilva Borba Goulart, resumiu que: - A reunião era para tirar dúvidas, e que o desfile vai ser bom como sempre foi aqui em Alegrete.

Joal Pontes, chefe regional da Inspetoria Veterinária, esclareceu sobre a Guia de Trânsito Animal e a questão do mormo e fez uma importante abordagem desde a origem do cavalo, que remonta seis mil anos, até como ele chegou na região. Conforme ele, o Brasil tem o quarto maior rebanho de cavalos do Mundo com 6 milhões de cabeças. No Rio Grande do Sul existem  530 mil cavalos cadastrados.

-Ele produz progresso, lazer esporte,segurança pública e, no movimento tradicionalista é o principal parceiro.

Por isso, salientou Pontes, a importância de se cuidar da sanidade dos animais que movimentam 7,5 bilhões por ano no Brasil.

Já em relação ao Mormo, Joal Pontes disse que as responsabilidades devem ser compartilhadas, entre proprietários, veterinários, laboratórios credenciado, estabelecimentos comerciais e serviço veterinário oficial.

- Além da sanidade animal, devemos lembrar para a forte relação com o ser humano, a questão da saúde pública, com as restrições para a realização de eventos e a prevenção. Estatisticamente, acrescentou Joal, Alegrete será o Município que mais fará exames nos animais.

“Será um exemplo para o Rio Grande do Sul e o Brasil”, salientou.

As medidas de precaução que estão sendo tomadas têm por base a responsabilidade, citou Joal Pontes, para quem nada está proibido, mas que é necessário fazer o exame nos animais porque o objetivo maior é que a doença não se alastre.

O coordenador Cléo Trindade enfatizou que cada um é responsável pelo seu animal. É uma questão de consciência e não haverá outra entrada de animais para o desfile que não pelo CTG Farroupilha, se referindo aos que tentarem entrar no desfile durante o percurso. Mais de 2 mil exames já foram feitos na cidade.

Não tem que se fiscalizar um ao outro, será a consciência de cada um. Sobre a cavalgada da chama crioula, serão apenas 4 representantes para cada entidade, sendo obrigatório levar os exames negativos para mormo.

O prazo final para recolher as amostras e encaminhar os exames será entre 8 e 9 de setembro para quem deseja desfilar no dia 20 de setembro.

O prefeito Erasmo Silva afirmou que Alegrete está dando um exemplo de responsabilidade e sanidade animal.